A hora certa de errar
Sexta-feira. Faculdade. 22:00h.
Toda quinzena fechamos o jornal do campus. É um jornal feito pelos próprios alunos. Uma das experiências mais legais que temos na faculdade. Dá um trabalho danado para diagramar as matérias. Você leitor deste blog, se não faz jornalismo, vou explicar. Diagramar é colocar as reportagens prontas no papel, com as colunas, imagens e manchetes no lugar. Como se vê todas as semanas nos jornais e revistas.

Todo esse processo é feito no computador. E até se chegar na diagramação exata, leva-se tempo, paciência e erros…muitos erros.

Estávamos em seis amigos nesse dia. Depois de um dia inteiro de trabalho, e com toda a preocupação em terminar, abstraíamos: cantando e diagramando. E toda vez que fazíamos algo errado, apertávamos Control + Z.
Simples assim. Qualquer besteira, frase errada, linha desencaixada, foto fora do lugar: Control+ Z. Esse é o atalho mais usado do teclado. Volta qualquer ação na hora. E logo você esquece o erro. Ele vira passado.

Nessa mesma noite, começamos a pensar a facilidade de um atalho como esse na vida real. Puxa. Já pensou? Qualquer expressão mal utilizada, ou qualquer argumento que você deixou de utilizar. Um pedido de desculpas não dito na hora, e aquela super oportunidade de falar que você deixou passar. Quantas vezes você já precisou de um Control Z ? Ou quantas vezes você já quis levá-lo no bolso para poder se prevenir de um possível erro?

Mas eu e você, sabemos que isso não funciona. E também não funcionaria se fosse possível. Um dos clichês mais verdadeiros que existem é o de se “aprender com os erros”.

Acho que, muitas vezes, as pessoas não se entregam em oportunidades porque falta vontade de errar. Claro que ninguém quer sair fazendo bobeira por aí, mas para chegar onde se quer, comete-se muitos erros, e eles são necessários.

Tive a certeza disso esses dias, quando liguei para o meu pai.

Estava angustiada com algo que poderia dar certo mas que também poderia dar errado no futuro. E então depois de eu falar, falar e falar muito, ele disse em uma frase tudo o que eu precisava ouvir para seguir em frente: ” Filha, se você não errar com 20 anos, vai errar com quanto?”.

E acho que é isso que falta para acertar. Errar. Puxa, às vezes nos esquivamos de tantas coisas, deixamos de ‘dar a cara pra bater’ mesmo, por medo, de tudo ir por água abaixo. Há uma frase que diz: ” se pudéssemos voltar no tempo, faríamos exatamente igual”.
E é isso mesmo: tudo o que somos hoje, devemos muito aos erros.

Nada que um erro não provoque um acerto. É só ver em detalhes o que quer, mentalizar com fé e o poder estará todo em você. A hora certa de errar…. é agora.

Por isso, não espere mais ….erre. =)
Anúncios

5 comentários sobre “

  1. É, Clarinha…e como a gente erra, né? Mas é gostoso errar tbm. Pq depois que a gnt conserta, dá a sensação exata de que estamos crescendo; e no final, é só isso que vale mesmo! ;]Adorei errar com vcs! hahahaBeijossss*

  2. Ah Clarinha, oq dizer pra vc hein???Qdo eu acho q já te conheço o bastante, vc vem, me passa a perna e eu me surpreendo denovo!!!Espero poder continuar partilhando dos meus erros com vc!!!!!Bjinho e boa viagem!!!!!!!!!!

  3. E depois desse texto não se tem nada pra falar!!!!!Só espero que o Diretriz não dê errado!hahahaMuito bom, Clarinha!!!!! =)Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s