O papa é pop?

Hoje, só uma coisa ficou mais famosa que o papa: o frio.

Estava com saudades do frio, mas acho que não lembrava de como ele era. Mais cortante que o frio de Gramado, mais gelado que o inverno de Curitiba. Um vento manso, que atravessa a respiração, passa rente a pele e arrepia como uma ducha de água fria.

Todos os paulistanos, ao acordarem, estavam preparados para duas coisas: para o papa, e para o trânsito. Para o frio, ninguém estava.

Só quem mora em Sampa consegue creer que a cidade literalmente pára, quando um grande evento acontece. O trânsito aumenta só das pessoas pensarem que ele irá aumentar.

Mas no frio… ninguém pensou.

Confesso, não saí preparada essa manhã. Garoa. Eu, sem guarda-chuva. A manhã fria trazia a impressão de uma tarde quente.
Contrário. Tarde mais fria ainda.

No frio lembro de mamãe. Com certeza ele diria: Clara, você está agasalhada? Coloque mais blusa filha, está muito frio! Mãe nunca acha que estamos quentes o suficiente. E é uma das coisas mais bonitas nelas. Uma sensibilidade incrível de perceber quando o filho está agasalhado e quando ele vai passar frio.

Hoje, passei frio. Minha mãe que não me ouça (leia).

A tarde, quando saí novamente, dobrei o número de blusas. Mas de novo, não estava preparada. Sem guarda-chuva. E faltou um cachecol.

No relógio da Av. Paulista, 10 graus.

No ponto de ônibus, uma senhora do meu lado estava com um sapato aberto. Puxamos assunto. Ela me contou que hoje de manhã pensou em colocar uma bota, mas que sua roupa não ia combinar:

-” Marrom com preto não combina. Se eu estivesse com uma roupa mais clara, até combinaria com a bota preta. Por isso, coloquei esse sapato”.

Conversas como essas, parecem bobas, mas são as mais sinceras.

Em Sampa, a coisa mais fácil é começar uma conversa. Os lugares propiciam isso. Ponto de ônibus, táxis, metrô.

Principalmente quando acontece algo que chama a atenção de todos: esfriar de repente.
Na faculdade, um professor passou com um aluno do meu lado:

-” Ouvi dizer, que a sensação térmica é de 4 graus”.

E por todos os lados, via-se poucas pessoas com guardas-chuvas se protegendo da garoa. Poucas blusas. Muito vento.

Depois de lidar o dia inteiro com o frio, cheguei em casa às oito da noite e então, vi o papa na televisão.

Ouvi falar nele o dia todo, mas quem eu presenciei de verdade, nesse mesmo dia, foi o frio.

Hoje, o pop não foi o papa.

Anúncios

7 comentários sobre “

  1. Primeira…Eeeeeeeeee…presente de aniversário???rsrs…ainda acho q o papa trouxe o frio, viu…Flor o final do seu texto foi simplesmente genial, amei…Minha frase: “daqui a pouco o papa vai embora, mas e o frio? será q demora???

  2. O papa trouxe o frio e eu concordo com você em várias coisas, mas principalmnte, em uma: minha mãe certamente liga pra pedir pra que eu coloque uma blusa! huahuahuahuaLindonaaaa florzonaaa bacanaaa!Beijokassss…***

  3. Ai frio, surpreendente frio!!!! heheheAinda bem q o minha mãe também é tão coruja como a sua Clarinha… mandou dois edredons ontem!!! heheheE o papa???????? Ainda bem q não enfrento o trânsito! Quase q nem lembro dele!!!Bjinho

  4. Repito que você escreve muito bem, Clara!Eita, minha mão está até dura, quase não estou conseguindo digitar!! rsBeijos.

  5. Ai esse frio que já passou… prefiriria bem mais pensar nele… no dia que o papa chegou ele não foi nada pop… bati o carro e as coisas estavam muito mais importantes na vida pessoal e o papa, se me conhecesse, já tinha me exconmungado mesmo.

  6. Olá Clara,Parabéns pelo texto. Como sempre ele está perfeito. Enquanto toda a imprensa se movimenta atras do Papa, vem você e fala do frio.Muito bom.beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s