Para não pensar

– Com quem você está falando?
– Eu estou falando? Ahh, com ninguém. Estou falando sozinha…

Se não fosse a mulher que trabalha em casa, quase não perceberia que estava falando sozinha. Ela limpando os móveis e eu por uns minutos, troquei palavras imaginárias enquanto foleava um livro.

Pensar alto. Falar para ninguém.
Criar situações que jamais acontecerão, simular falas e até refutações.

Imaginar muito deveria ser proibido. Lembro uma vez, de ter lido um autor dizer que o ser humano, quando começa a pensar muito, deveria arrancar a cabeça e jogar fora.

Muitos pensamentos.
Anda-se nas ruas e vê-se pessoas conversando com elas mesmas, imaginando uma briga com o chefe, uma conversa com namorado, com o pai ou com o irmão.

Engasgamos frases, páragrafos inteiros, decepções, alegrias, sentimentos, euforias, para falarmos…com nós mesmos.

Não falo naquele ‘pensar’ que leva a uma atitude.
Falo daquele ‘pensar’ vazio, que ao invés de ocupar…. atrapalha, cria, e simula coisas que só existem na nossa cabeça.

Viver é muito mais interessante do que pensar em viver.
Falar sozinho é coisa mais normal do mundo. E você e eu falaremos sozinhos mais um milhão de vezes. Mas com certeza, as palavras que dissermos nesse momento, não serão repetidas jamais.

A situação será completamente diferente. Haverá outra pessoa ao seu lado ou outras pessoas….e tudo soará diferente….

Pense.
Mas não despenda toda a sua energia nisso.
E quando começar a pensar e a se preocupar muito…. retire de fato, a cabeça do corpo. Faça com que ela se acalme, que ela não deixe o coração bater tão forte, que não faça você perder o ar e que não o deixe sem fôlego por alguns segundos que parecerão horas.

E que não te leve os sentidos em uma situação que não está de fato acontecendo.

Pois quando tudo acontecer, você encontrará a autenticidade em cada letra que disser, e as dirá sem pensar.

E se mesmo antes dela acontecer, você tiver treinado algum discurso – já que ninguém é de ferro – diga o que vc está pensando, seja sincero.
Não guarde dúvidas que você acredita poder resolver por você mesmo, em um bate-papo solitário.
Anúncios

6 comentários sobre “

  1. Uma época falava muito sozinha.. depois, e infelizmente passou.. eu gostava de falar sozinha.. meu conselho en~tao é.. aproveite!!Saudades Clarinha!!

  2. falar sozinho, quando não compulsivamente como um louco é sádio, pois mostra que se pondera antes de tomar uma atitude.. eu vivo conversando comigo mesmo.. conjecturando oq pode ser, acontecer, mas não deixo minha vida ser guiada só pelso pensamentos, ainta sou a favor do improviso.

  3. Legal, Clara!Eu falo sozinha sempre, ainda mais quando estou entre pessoas que não conheço e etc… rsrsBeijos.

  4. Ué eu tenho certeza q escrevi um comentário…To louca? Ou a internet?fica a dúvida…Enfim, tinha dito, que em toda minha vida eu falei sozinha e vou continuar falando é um instinto quase q natural. heheh Boas férias!!saudadinhas clarinha!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s