Do coração

Esses dias, mudando de canal na televisão, passei por um daqueles canais religiosos e vi que um deles mostrava um padre respondendo a uma pergunta de uma moça.

O padre era diferente. Não usava roupa de padre, nem linguagem de padre. E quase já trocando de canal, resolvi por curiosidade deixar para ouvir o que ele iria responder.

A moça dissera que o seu pai recentemente havia tido um infarte, e que por quase que um milagre, sobreviveu. O pai dela tinha se recuperado e estava bem, mas que no momento em que tudo aconteceu, ela nunca sentiu um vazio tão grande em pensar que poderia perder uma pessoa que amava tanto. Sendo assim, ela queria saber o que poderia fazer depois de ter passado por essa experiência….

O padre, muito jovem por sinal, sentado em uma cadeira no estúdio, sereno, demonstrou uma expressão de quem sabia muito bem o que era isso – quase perder uma pessoa que se ama.

E tranquilamente começou a falar….

Entretanto, não citou passagens da bíblia ou evangelhos prontos.

Disse a ela que desse um abraço forte no seu pai. E que aproveitasse todo aquele momento passado…. de dor, de angústia, de insegurança, para transformar em aprendizado. Que a vida não é e nem pode ser feita só de pôr-do-sol. Que às vezes as “tardes” aparecem, mas nunca para prejudicar. E sim para ajudar.

E depois disso ele começou a falar de coisas maravilhosas da vida, que aproveitaríamos com muito mais prazer se entendessemos que a vida não é para sempre.

E com muita sinceridade, o padre começou a falar da sua vida e de tudo o que trazia uma infinita alegria para ele. De tudo aquilo que vinha do seu coração. E ouvindo tudo aquilo, comecei a lembrar das minhas alegrias também….

Das gargalhadas incontroláveis e das conversas com a minha irmã mais velha,
Dos conselhos e da sensibilidade da minha irmã do meio,
Da escuta e da ajuda do meu pai que alivia todas as minhas dúvidas,
Do abraço e das palavras incrivelmente valiosas da minha mãe,

Dos jantares no apartamento com a Clarisse e com a Ju,
De encontrar os queridos amigos de Araçatuba e de ao mesmo tempo dar risada e conversar seriamente com todos eles,
De conversar com o Vinícius sobre os nossos sentimentos desde sempre,
De receber ajuda do namorado da minha irmã nos trabalhos de finanças da faculdade,
Das conversas amigas com o jornalista Moacyr Castro,

De descobrir que eu gosto de jornalismo a cada entrevista feita,
Das ajudas do Sergio Guzzi com o uso da crase,
Das conversas sobre jornalismo literário com a Sabrina,
De ler jornal com a Luciana,
De cantar sertanejo com o Lucas,
Do carinho dos internautas desde a época da Alltv,
De conviver com as pessoas incríveis da minha sala,
De ter conhecido o pessoal da tv mackenzie,
De querer montar um banda toda vez que eu toco violão…..

De tantas coisas….
E de saber que tudo é um presente. E que ele pede para que você viva com sinceridade, com o coração.Que as dificuldades não apagam o que as estrelas construíram na sua vida. Que se há uma segunda chance como houve para a menina que fez a pergunta ao padre, há uma para você também.

Para mim.
Para nós.

Outro dia li em um texto que deveríamos carregar a herança que Charlie Chaplin deixou…. já que um dia, ele disse sabiamente que “a vida é uma peça de teatro que não permite ensaios…por isso, cante, ria, dance, chore e viva intensamente cada momento da sua vida…Antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos….”

Sendo assim, aproveite tudo, mas principalmente……todos, do fundo do seu coração.
Anúncios

8 comentários sobre “

  1. Clara,Lindo texto querida, mensagem esta com uma visão tão especial, me sensibiliza a curtir ainda mais cada momentinho particular da nossa família, com muito amor e carinho.Um beijo.Bentinho.

  2. Não imagina como estou emocionada com a lembrança… Meu bem, vc é motivo de admiração! Se todos soubessem superar as barreiras como vc, com certeza ouviríamos mais risadas, veríamos mais sorrisos…Um beijão do fundo do meu coração.

  3. Clarinha, assim vc me faz chorar!!!Eu tenho uma caixinha de recordações lá em São João, com fotos, cartões, presentinhos, recados, tudo q me faz lembrar algo especial por q eu já passei…As vezes eu a abro e fico pensando em qta coisa boa já aconteceu, e qtas ainda estão por vir!!Tanta coisa e qta gnt ainda temos q aproveitar!!!!!!!Vc nem imagina o qto eu torço pra q td se ajeite amoreco!!!Bjinho

  4. Clara tá maravilhoso!!!!Não tem como ficar mais perfeito esse texto.Parabéns amor da minha vida!Com certeza ainda vamos dar muuuuitas gargalhadas juntas!Um Beijão da Laris…

  5. Clara;A cada dia sinto mais admiração pelo ser humano que você é. Gostaria de enumerar todas as suas qualidades, para que ao final eu pudesse expor com clareza um ponto diferencial que te eleva a uma condição diferenciada frente às outras pessoas, mas esta seria uma tarefa penosa tendo em vista o excesso de predicados que utilizaria, portanto, devo poupar algumas palavras.Existe uma coisa em você que eu acho muito interessante e que passei a perceber há pouco tempo. Dentre suas características, você é doce, meiga e até certo ponto tímida. Em determinadas pessoas, estas particularidades geralmente refletem um pouco de inocência, fragilidade. No seu caso é diferente. Você tem a capacidade de reunir todos esses traços ao mesmo tempo em que possui a grandeza para lidar com os problemas mais embaraçosos e delicados, equacionando-os de maneira inteligente e enfrentando-os com força, maturidade e sabedoria, de modo que as mais duras adversidades não te deixam abater.Somente um ser humano muito “grande” possui certas qualidades e eu me sinto um privilegiado por Deus ter te colocado no meu caminho. Espero que por muito tempo.Um beijo!Fanfa

  6. Nd do q que disser sairá mais lindo do q as palavras do nosso querido Fanfa…Portanto só digo q vc é mto mais do q imaginamos…amei o texto…e te amo…

  7. Bom, primeiro: pra você ter recebido um elogio desses do Fanfa, Clara, é porque ele gosta muito de você mesmo. Pra mim, o Fanfarrão já te elogiou muitas vezes, pelo ser humano que você é mesmo, e tudo mais que ele escreveu. Ele dispensa tais palavras pra raras pessoas, e você é uma delas.Em relação ao texto, devo concordar que muitas pessoas costumam reclamar da vida, das coisas que não acontecem pra elas – ou que acontecem – e tudo mais, e ficam se lamentando por isso. E se esquecem de todas as coisas positivas que elas têm. Você, com certeza, não é uma dessas pessoas.E obrigado pela confiança, por ter colocado meu nome em seu texto, por se lembrar de mim quando escuta a Tupi FM.Obrigado mesmo.

  8. Divino novamente peguei um texto seu para fazer das minhas palavras algo muito mais tocante…obrigado… divino mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s