Bobagem olímpica

Diego Hypólito era a grande esperança do Brasil.

Assim como foi Daiane em Atenas, Pequim esperava por ele.

Diego, calmo, treinado. Sabia a coreografia até do avesso.

O Brasil extasiado pela vitória de Cielo, esperava subir mais posições no ranking de medalhas ao final do solo de Hipólito.

O domingo mais esperado da ginástica olímpica e Diego caiu.

Às lágrimas, ele pediu desculpas para o treinador, para o ginásio, para o Brasil.

A dedicação de um atleta à ginástica olímpica é completo, exaustivo. Dores, impactos e saltos que mesmo assistidos centenas de vezes impressionam pela dificuldade.

Tristeza Diego, senti pelo o que você queria, pelo o seu sonho. Não pelo ranking de medalhas e feito histórico para o país. Talvez não fosse mesmo a hora da medalha. Ou nada a ver com o destino, apenas um desequilíbrio. Pode acontecer com qualquer pessoa.

O país garante a vitória antes do jogo, aposta as medalhas e chora por algo que nunca teve.

Olímpiadas serão sempre assim. Muita expectativa. Quanta bobagem.

Para mim Diego, você não precisa pedir desculpas.

Anúncios

2 comentários sobre “

  1. Faz tempo que não deixava um recadinho por aqui….Lindo! Mais uma vez!Uma compreensão que só as “Clarinhas” do mundo podem ter…Parabéns meu bem!!Um bjinho

  2. oi clara, passei aqui pra conhecer às claras e descobri que somos ‘template sisters’ [rs]bjksguta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s