Até eles

Sair de casa nunca foi fácil, para ninguém.
Só quem se despediu da cama, dos pais, dos porta-retratos, sabe bem o que é sair de casa.

Quando se tem 17 anos, todo mundo quer morar fora e não depender de mais ninguém.
Em casa, não foi a minha irmã mais velha que se despediu primeiro.
Foi a nossa irmã do meio que resolver sair.

No começo, ela chorou, meus pais choraram e ela disse tentaria se acostumar em SãoPaulo. Já se passaram sete anos desde então e ela não mais voltou.

A segunda a ir embora também não foi minha irmã mais velha. Fui eu.
Um dia antes de ir, eu chorei, fui para o quintal de casa, meu pai percebeu e me chamou para ver tv na sala. No dia seguinte, eles choraram e desde então já se passaram quatro anos desde a minha vinda a São Paulo.

Há uma semana, minha irmã mais velha resolver sair de casa.
Ela disse ser temporário, mas meu pai chorou.

Sair de casa não é fácil para ninguém, menos ainda para os nossos pais.
Eles nos colocam na escola, no curso de inglês e nos levam ao dentista.
Eles controlam o horário da nossa primeira festinha e nos presenteiam com brinquedos caros no aniversário.
São eles que nos ajudam com as primeiras contas de matemática e com o título da redação.
São eles que ficam apreensivos com a notícia do primeiro namorado.
São eles o nosso conforto quando o primeiro namoro termina.
Elas aprovam a escolha da nossa profissão, seja qual for.
Eles nos levam aos vestibulares e choram quando não passamos.
Eles choram quando passamos.
Eles arrumam a nossa nova moradia, o novo colchão, a geladeira e computador de estudo.
E eles choram, os nossos pais choram.

Mãe e pai não choram. A gente acredita nisso até sair de casa…..

Anúncios

5 comentários sobre “

  1. Cla, estou vivendo a experiência contrária, minha mãe está em Minas há 2 meses, cuidando da minha vó que está muito doente, e posso te dizer, que o sentimento é o mesmo. É muito difícil conviver com a distância, mas ao menos, os pais sentem que os filhos estão seguindo a vida deles, já nós filhos, somos mais egoístas, e sentimos falta do tempo que os pais estavam sempre dispostos a nos levar no dentista ou na escola…bjsLívia Limahttp://www.a-liviando.blogspot.com

  2. Clara!!Descobri de uns tempos pra cá por muitas coisas que passei que a saudades doe….e como doe!!Te amo!!beijosTia Regina

  3. Eu tb saí de casa há quase 4 anos, e assino embaixo de tudo que vc disse no post. É muito gostoso estar sozinha, mas muito angustiante também! depois de todo esse tempo, a gente aprende a driblar as coisas ruins! Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s