Sobre o tão polêmico diploma


É mesmo frustrante para um recém jornalista – como essa que vos fala – perceber que a discussão sobre a obrigatoriedade do diploma do jornalista voltou com toda força essa semana.
Esse tema já era discutido muito antes de eu pensar em começar a faculdade, mas preferi não falar sobre o assunto neste blog antes de concluir de fato a graduação.
Hoje, vamos lá.

Algumas universidades investem na prática e deixam a teoria um pouco esquecida. Em outras o que acontece é o contrário. A conclusão disso tudo é que o que vale mesmo é o ambiente acadêmico. E o que isso significa?

É exigido de um jornalista que ele apure e escreva muito bem. Além disso, que na reprodução do seu discurso, que tudo seja feito nos princípios da ética e responsabilidade.
Pode até soar engraçado, mas eu senti falta de escrever na faculdade. De texto, redação, crônica e seja lá do que podemos mais chamar. O que parece é que as faculdade de jornalismo ainda não sabem para que vieram. Ensina-se o básico repetido. Um básico que pode ser aprendido em um estágio de maneira mais rápida e eficiente.

O ambiente acadêmico se faz por alunos, professores, eventos e oportunidades dentro da faculdade. O diploma vale por isso – pelos contatos, portas e possibilidades que se vislumbra dentro de um clima universitário.

As aulas, as boas aulas são incentivadoras e trazem bons conhecimentos para o profissional. No entanto, já que estamos falando de obrigatoriedade do diploma; não ter essas aulas não impossibilita outra pessoa (que não fez a faculdade mas que é especialista em algum assunto) dizer o que pensa em uma página de jornal, revista ou web.

Todos tem um senso crítico e por isso a faculdade é tão questionada.

Há centenas de profissionais no mercado que não fizeram o curso de jornalismo. Eles são bons, competentes.
A ética que se fala tanto na faculdade não é adquirida pela frequência nas aulas. Ou você é ético ou você não é.

Para deixar bem claro, não sou contra a obrigatoriedade do diploma. Só acho que ele não é essencial para exercer a função desde que se tenha vocação e competência para tal.
É importante fazer a faculdade de jornalismo. Ela traz idéias, conhecimento e abre caminhos. No entanto, ele não é tão forte para invalidar os argumentos de quem quer exercer a profissão e não se matriculou no curso.

Anúncios

2 comentários sobre “Sobre o tão polêmico diploma

  1. É muito justo que alguém queira exercer uma profissão com exclusividade após quatro anos de estudos universitários. Isso ocorre com advogados, arquitetos, contabilistas, médicos, fisioterapeutas etc.É impossível ser jornalista sem a formação superior? Não, é possível trabalhar (bem) como jornalista sem passar pelos bancos universitários. Elio Gaspari, Bóris Casoy, Cláudio Abramo, entre outros (para ficar só em exemplos notórios), estão aí para comprovar essa tese. Três meses de redação, noções de lead, pirâmide invertida, fontes, identificação de uma notícia e boa leitura (Francis recomendava Eça e Machado), são suficientes para proporcionar os primeiros passos na reportagem.Mas se o exercício da profissão (ou carreira) não for regulamentado em lei, quando as pessoas passarão a enxergar a faculdade como único caminho para trabalhar no jornalismo? Ora, se uma pessoa interessada na carreira pode passar alguns meses numa redação e aprender a ser “jornalista”, para que, então, serviriam os cursos universitários?O assunto rende um caminhão de adendos a fim de esclarecer várias situações pontuais, mas não caberiam aqui…Em suma, se o diploma precisa ter seu devido valor reconhecido, a regulamentação em lei é vital para concretizar tal intento.

  2. Concordo com o anônimo plenamente. Meu pensamento em nada se difere do dele.Meu abraço de jornalistapara jornalistas (formados).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s