O time que eu nunca torci

Outro dia li um artigo do Luís Fernando Veríssimo em que ele dizia que gostaria de ser especialista em madeira. Qualquer tipo de madeira. Um expert em texturas, materiais, conhecer todas as linguagens da área e saber analisar tábuas de madeira com primor.

Se hoje, eu pudesse escolher, queria ser uma sabe-tudo de futebol.
Santos, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, todos eles. E isso inclui os da segunda divisão, terceira…..quem sabe até os clubes-empresa.

Eu nunca torci para um time de futebol. Nunca vesti a camisa, comprei bandeira e chorei com a torcida. Nunca deixei de sair no sábado a tarde para ver um jogo com os amigos ou cheguei ao trabalho dizendo para o chefe: ” Você viu o coringão ontem?”

Nunca gritei “Vamo timão!”, “Palestra” ou ” Dá-lhe tricoloooor!”
Também não saí buzinando no carro pelas ruas.
Não colei adesivo do Grêmio no espelho e também nunca pintei o rosto de azul e branco.

Não sei cantar o hino dos times e não tenho informações sobre o próximo Campeonato Paulista ou sobre o Brasileirão.

Nunca tive um álbum de figurinhas com as fotos dos jogadores.

Meu pai nunca torceu para nenhum deles. Tal pai, tal filha. Mas não posso negar que tive outras oportunidades de fazer a minha escolha no campo por amigos, parentes e desconhecidos que sempre sugerem “Quer fazer parte da minha torcida?”

Eu gostaria de saber a história de todos eles, qual é o melhor e quem está indo para o grupo B.
Qual jogador é bola cheia, quem irá se aposentar. Quantas fases faltam para o final da disputa, por quê aquele time não pode empatar.

Eu queria gostar de futebol. Sentir o amor e a frustação dos torcedores.
Minha vontade é abrir o caderno de esportes e pensar que não preciso ler as notícias já que eu assiti no campo, o jogo de ontem.

Luís Fernando Veríssimo disse que está velho e não tem mais tempo para madeiras.
Ainda não ligo para o futebol, mas tenho esperanças de que um dia eu tenha a oportunidade de reverter isso.

Anúncios

4 comentários sobre “O time que eu nunca torci

  1. Eu conheço o antídoto para o seu problema: comece a torcer para o Corinthians! Faça o teste! É a torcida mais fiel e apaixonada de todas!
    Não sei se você sabe, mas somos a segunda maior do país, a maior do Estado de São Paulo! Estimativas dão conta de que somos 20 milhões de torcedores! Quase duas vezes a população de Portugal…
    Nossa nação conta com compatriotas em todos os Estados da federação.
    Temos representantes em todas as classes sociais. Há corintianos pobres, remediados, milionários (Washington Olivetto, Sílvio Santos) e até mesmo bilionários (Antônio Ermírio de Moraes). Também contamos com figuras ilustres no meio artístico, tais como, Toquinho, Marcelo Rubens Paiva, Tom Zé, Rita Lee, entre outros… Nem vou falar da área esportiva (Ayrton Senna, Barrichello, Hortência etc)…
    Como você deve saber, estamos na final do Paulistão 2009. Talvez dê tempo pra você se tornar corintiana e, de quebra, começar com pé quente: já comemorando um título!!!
    Fica minha sugestão.

  2. Triste seria aquela pessoa que escolhe um time por ele ter a maior torcida, por ser o último campeão, por estimativas ou números.. Seria a mesma coisa que tentar achar uma explicação matemática sobre paixão.. sobre o amor.. Esse tipo de coisa a gente não escolhe baseado em números, não se pensa de maneira racional, não se age de caso pensado..
    Veja você mesmo! Pintar o rosto? Ficar domingo em frente a TV? Cantar para quem quiser ouvir, com toda força dos seus pulmões, o hino de seu time e sentir um orgulho que não cabe no peito? Se existir esse tal antídoto baseado no tamanho de “quase duas vezes a população de Portugal”, que explique e traduza paixões inexplicáveis e que possa fazer uma pessoa decidir entre pintar o rosto de “verde e branco” ou “preto e vermelho”, tente achar também o antídoto para esclerose múltipla, diabetes, Alzheimer, câncer, AIDS e artrite ok? Fica ai a minha sugestão…

  3. Ser torcedor realmente é uma coisa que não dá muito pra explicar.
    Meu pai e seus irmãos, vieram de Minas para São Paulo há muito anos e cada um escolheu um time a seu gosto.
    Quando eu nasci, meu tio e padrinho me deu um uniforme do Palmeiras, mas meu pai é corintiano e foi minha grande influência.
    Hoje não me imagino torcendo pra outro time. É como se fosse uma condição maior que você, é uma paixão muito forte, que faz eu perder tempo assistindo os jogos e acompanhando os jornais e comentando com os amigos.
    É como todas as paixões, é arbitrária e sem sentido. Acho que se você quer escolher uma torcida, mesmo que não se torne uma torcedora fanática, você deve ouvir seu coração.

  4. Lívia: Eu sei o que você sente! Compartilhamos dessa mesma paixão!!!
    Ocorre que a dona do blog não tem um amor futebolístico e eu, claro, num tom até de brincadeira, “recomendei” que ela ingressasse em nossa gloriosa nação.
    Para convencê-la disso, enumerei uma série de “motivos”…rs…
    Falando sério, é verdade que esse tipo de paixão não pode ser quantificado. Não torço para o Corinthians porque existem bilionários, artistas ou modelos engrossando o coro de nossa torcida. Meus sentimentos são oriundos de uma genuína herança familiar (como a sua, Lívia). Tá no DNA da minha linhagem! E é muito forte!
    Mas, como a moça disse, o pai dela não torce para time algum. Não existe “herança”, nunca existiu um estímulo familiar…
    Se a jornalista ouvir o próprio coração (pelo menos por enquanto), não vai torcer para time algum….
    O âmago dela precisa ‘clara’mente (rs) de um estímulo que seja capaz de dar o pontapé inicial para o surgimento dessa paixão.
    No caso dela, convenhamos, minha sugestão não era tão absurda assim…rs…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s