All Star

Ela nunca teve All Star. Nem amarelo, nem verde, nem aquele com bolinhas brancas famoso quando ela estava na sétima série. Por que o mundo é tão igual?

No trabalho ele está lá todos os dias. Na tia da cantina, no pé do chefe, na boca das pessoas.
Ele combina com tudo, neutraliza o visual. O All Star é tão irritante. Ela não quer um.

O seu pé dói todos os dias.  Ela tem três pares de sapato que usa alternadamente e às vezes os repete quando vai sair. Ela cansou de botas e ainda não sabe se acostuma com sapatilhas. Mas All Star ela não quer.

Seu irmão usa All Star e por vezes oferece o par a ela. O dele é surrado e tão usado que virou retalho. O cadarço é feito de um trecho de roupa que sobrou dos descartes das costuras de sua mãe.

Mas ela não quer a mesmice. Mal gosta de ouvir esse papo.
É a chata, a do contra, a original. Ninguém entende, nada a conforta. Só desafetos.

Para ela não importa.
Antes incompreensível do que AllStar.

Anúncios

2 comentários sobre “All Star

  1. Amiga!!!!!!!!!!
    Se você escrever sobre um pingo dágua,
    Deus mudará a composição da água da
    chuva só para ficar à sua imagem e perfeição.
    Smack!!!!

  2. Todos querem se destacar, mas não querem ser diferentes. Fugir a regra incomoda, tira as pessoas da zona de conforto e traz reflexões. Mas refletir é o ato mais escasso na contemporaneidade, daí o incômodo ao se deparar com uma garota que não usa All Starr.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s