Como voltar a respirar

Já me disseram para não cursar jornalismo,
que os jornalistas não ganham dinheiro e são infelizes.

Um dia, aconselharam-me a não sair de Araçatuba,
porque São Paulo é uma cidade maluca que não oferece felicidade.

Meses atrás, argumentaram que eu não deveria ir para Nova York. Sozinha então, jamais.

As melhores escolhas que fazemos, são aquelas que não têm a aprovação dos outros.

Eu não sabia que era possível voltar a respirar.
Que o ar que eu sentia todos os dias poderia ser superado por algo maior.

Nunca imaginei que, aos 24 anos, desconhecesse tantas sensações.

Eu quis ir para Nova York como se a cidade já estivesse me esperando a muito tempo. Viajar sem medo de conhecer é se apaixonar novamente pela vida. Andar o dia todo sem sentir dor nos pés, não estar cercado pelo mesmo, pelos mesmos, pela rotina repetida, pela tela do computador. Amar, comer sem culpa, falar e descobrir outra língua, outro país, pedir ajuda, errar, vibrar com os acertos, fazer amigos. Ouvir da pessoa que você acabou de conhecer, que ela quer tomar um café contigo para contar porque também decidiu estar ali, sozinha.

Conquistar algo que a gente quer muito é se esbaldar de novidade. É um chacoalho, um empurrão, uma oportunidade que te faz entender o que é mais gostoso disso tudo aqui. Desse mundão que tem dias que parece até que a gente não vê.

Uma viagem em que você só tem a si mesma para descobrir, salva a sua vida. Ela não te coloca barreira, trajetos e nada que você não queira. Fazer exatamente o que eu quero com quem eu desejo, trouxe-me uma liberdade que eu nunca havia sentido antes. Se isso for um exagero, eu prefiro seguir pelo excesso. Se isso for clichê, piegas e todo o resto que nos dizem, eu quero contrariar todo mundo.

Sempre que nos aconselharem a escolher o caminho mais fácil, o difícil será bem mais divertido.

Sentir o pulso novamente, obrigada.

*a foto acima foi tirada no Central Park, em NY/maio 2011. 

Anúncios

8 comentários sobre “Como voltar a respirar

  1. Clarinha, minha querida!

    É tão bom ter você de volta. Traz essa energia pra gente? Vai ser lindo ouvir sobre toda essa alegria!

    tenho muito orgulho de ser sua amiga, viu?
    beijos e saudades.

  2. Olá Clara, conheci o seu blog agora, e esotu gostando bastante. Obrigada pelas palavras sobre Ny, me acolheram. A opinião dos outros muitas vezes só servem para fechar a porta dos nossos sonhos e da nossa coragem. Bjs

  3. Pingback: o que acontece quando nos apaixonamos. | …Às Claras….

  4. Pingback: quando outubro acabar | …Às Claras….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s