as canções


Eduardo Coutinho, muito obrigada.

Eu tenho algumas músicas minhas, feitas por outros cantores, mas que são minhas, apenas minhas. E eu me lembro, respiro, me faço saudosista. Eu posso cantá-las agora, inteiras, e me vou para lá. Para aqueles tantos lugares que me trouxeram dia, noite e tudo o quê você já sabe. o quê todo mundo sabe – onde as canções conseguem nos levar.

Coutinho, obrigada.
Um filme que se chama “as canções” e não traz nenhuma trilha sonora, apenas as vozes, os gaguejos e as histórias de pessoas que choram, amam e apenas amam. como uma música sempre deve ser. de amor. e repetidamente dele.

Obrigada.
essa miudez de cada personagem ao cantarolar e explicar o por que de tanta lembrança em melodias que existem por aí me deixa extasiada. eu gosto tanto disso, como a gente ainda não percebeu que o simples é o que mais coisas pode nos oferecer.

eu vou cantar também. quero dizer. elas me falam tanto, a todo momento. esse desafino dos cantores da vida, uma sinceridade cheia de beleza.
me sinto mais forte. mais frágil. uma canção.

* No vídeo o trailer de “As Canções”, de Eduardo Coutinho, exibido na Mostra Internacional de Cinema. Histórias de amor marcadas por letra, música e detalhes.

Anúncios

Um comentário sobre “as canções

  1. É incrível como algo tão simples possa ser tão verdadeiro e tocar o coração. Nesta Vida tão sofrida, vivemos de pequenos momentos, pequenas lembranças que nunca mais esqueceremos. E o Amor é celebrado por meio destas lembranças.

    Sensacional trailer. Sensacional texto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s