Caderno de viagem

Hoje à tarde, abri uma gaveta da escrivaninha do quarto e encontrei um caderno em que havia relatos de uma viagem que fiz em fevereiro deste ano, na época do carnaval. É tão bacana reler o que escrevi na época, com as emoções ali frescas. São sentimentos soltos, despretensiosos, que eu não lembraria se não os tivesse anotado. Fiquei com vontade de dividir as linhas com vocês. Segue na íntegra:

Na terça-feira não paramos em Punta Del Leste. Pena. Minha mãe queria tanto conhecer a cidade. Eu igualmente. Mas o mar estava agitado, os ventos fortes demais e por isso, o capitão optou pela segurança dos passageiros. Por tamanho zelo, fomos menos felizes nesse dia. O que vem primeiro? Segurança ou felicidade? Gosto de pensar que a segunda – que nos jogarmos em um mar de riscos nos faz mais satisfeitos que um navio cheio de cautela. Na prática, isso funciona ao contrário.
À noite, antes do jantar, nos reunimos em um bar dentro da embarcação que traz música ao vivo.  A cantora não é feliz – disse ao meu pai desde o primeiro dia. Ela não sorri, em nenhum momento. E como alguém que canta pode não sorrir? Dias depois ouvimos, sem querer, ela dizer que estava cansada da rotina de trabalho no navio. A palavra, na verdade, foi esgotada. Ela queria ir embora.

A vivência diária da tripulação de um navio é bem diferente da vivida pelos passageiros. A maioria com quem conversei gosta. Eles ganham um bom dinheiro, viajam o mundo e conhecem pessoas diferentes o tempo todo. Nos corredores estão sempre sorrindo. Por outro lado, trabalham muito, ficam de 4 a 7 meses longe da família e não podem usar as áreas comuns como piscina, academia, bares e baladas. A cantora, por esses ou por algum outro motivo, não estava mais feliz e não queria mais cantar.

A terça-feira passou e com a quarta chegou Buenos Aires. A cidade veio nova pra mim apesar de já conhecê-la. Começamos pela Recoleta e pelo sol gentil que acompanhou todo o nosso dia. Foi bom estar ali com meus pais na primeira viagem internacional deles. As ruas trazem um conjunto de casas, comércio e praças acompanhadas de uma atmosfera fresca. E nessas horas, eu sempre me lembro do meu amigo Thiago – viajante apaixonado – que diz que não há melhor sensação neste mundo que a de chegar em um lugar pela primeira vez. Não era a minha primeira vez lá, mas por ser a do meus pais também tornava-se nova para mim.

Entramos em uma igreja do bairro. Como é entrar numa igreja sem fé? Como é entrar na igreja da forma como eu entrei? Movida mais pela fé da minha mãe que pela minha.
E a igreja se fez bonita mesmo assim. A beleza existe no estar com a família, com ou sem crença.

Após algum tempo, saímos de lá, seguimos rua afora e fizemos da cidade nossa.

*a foto é das anotações encontradas, que quase se perderam.
na próxima viagem de vocês, levem um caderno e anotem as alegrias e angústias. não há surpresa maior que a de, após um tempo, reviver isso tudo. 

Anúncios

4 comentários sobre “Caderno de viagem

  1. Por isso que eu carrego um caderno sempre comigo, aonde quer que eu vá (menos em baladinhas e nas horas de lazer, hehe). Quando se vê algo interessante ou surpreendente em uma viagem ou até mesmo no dia-a-dia, vale muito a pena anotar cada detalhe. Vale mesmo.

    E que letrinha redonda, hein Claritcha?! :P

    Beijo grande!

  2. Adoro seus textos! Você escreve de uma forma tão gostosa de se ler sabe? Olha, seus textos são confortantes. Leio todos, sempreee! Todos os dias eu viajo 60 km de uma cidade para outra até chegar no trabalho e o url do seu blog já faz parte dos “favoritos” do meu celular. Admiro esse jeito como você sabe descrever os detalhes. Pra mim você é um sucesso. Continue com esse blog para sempre, please.

  3. Porque será que eu curti esse?!? Talvez porque eu estivesse presente nessa mesma viagem… Ficando triste de não descer em Punta, mas aproveitando para aproveitar o navio… Re-conhecendo uma Buenos Aires a muito esquecida por mim, e que se mostrou encantadora! Especialmente cercada de pessoas queridas…
    Talvez porque essa viagem tenha deixado uma ponta de saudade e bons novos amigos!
    “bem vinda ao clube”
    beijo grande

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s