me sinto em um filme,

com o abajour e algumas luzinhas piscantes, que ganhei no natal,  iluminarem meu quarto 3×4 de pé direito baixo.
foto da viagem a ny em 2010 coladas na parede.
vontade de escrever. de cobrir meus pés gelados que acompanham de longe a garoa paulista de domingo.

também estou num filme porque tento manter a dieta como fazem as atrizes.
embora só pense em um queijo cortado em pedaços servido ao lado da minha cama. penso no porquê dos domingos nos lembrarem que não temos amigos suficientes. começo a repassar cada um dos amigos que fiz na adolescência, na faculdade, e a causa da vida adulta não trazer novos amigos.
envio um oi a um contatinho antigo, como manda um domingo previsível.
fico como morcego no meu canto escuro, iluminado apenas com a luz baixa.

provo um caqui doce gelado.
agradeço por ter vivido mais esse dia.
é gostoso sentir frio dentro de casa, ter um livro sempre a nossa espera como um pássaro disposto a cantar.
a solidão não é tão boa. mas faz parte do filme.
penso na minha mãe, lembro da minha avó. festejo em pensamento com meu futuro sobrinho.

tenho 10% de bateria no computador.
vou ali descansar.
ainda chove.
me sinto em um filme.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s