brumadinho

a gente tava lá em casa e meu sobrinho se assustou com o barulho do liquidificador. achei reconfortante ver minha irmã pegando o bebê no colo assim que ele começou a chorar. ela o encostou perto do peito e sussurrou: não vai acontecer nada, não vai acontecer nada.

quando a gente cresce os nossos pais envelhecem.
e a gente fica sabendo como o mundo funciona.
não tem ninguém pra pegar na nossa mão e assoprar quando arder.

deve ser por isso que os bebês são tão encantadores.
é porque a gente sabe que eles quase não sabem.
quando se enxerga o nosso mundo de adulto, não dá pra explicar tudo como sendo deus.
e fica difícil se conformar que existe a dor, a perda, e as coisas estranhas que arrebentam a alma.

vi as notícias de brumadinho.
mandei mensagem pra minha mãe ontem dizendo que a gente devia largar tudo e viajar. para algum lugar em que nos peguem no colo e digam que não vai acontecer nada.
morreram grávidas, casais, crianças e cachorros.
e os bebês não sabem de nada disso. eles mantém uma esperança no olhar de que tudo é seguro e justo.
não conte nada a eles, por favor. porque por meio deles a gente se distraí e às vezes passa a acreditar de novo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s