o jovem Chico


Eu ainda não ouvi as novas músicas do Chico Buarque, mas estou orgulhosa dele. O compositor, amparado pela equipe ou mesmo por conta própria, percebeu que lançar um CD como havia feito em todas as vezes anteriores não causaria ansiedade e repercussão como da forma que, de fato, resolveu fazer. Com a prévia lançada no www.chicobastidores.com.br, ele tem mantido o novo trabalho fervilhando na mídia ao liberar o arquivo de algumas músicas – antes mesmo do lançamento oficial do disco – para quem comprar seu CD antecipadamente.

Li críticas ruins de sua primeira música, Querido Diário, disponibilizada em seu site. Depois, alguns muitos elogios com as últimas divulgadas, como Tipo Baião e Sem Você 2. Composições boas ou médias, ainda assim Chico acertou. O cantor nasceu em outra época, fez sucesso com vinis e hoje tira o melhor proveito que um artista poderia ter da internet. Com isso, repercurte ainda mais seu trabalho e faz dele assunto na boca do povo, por mais tempo.

A mensagem é a mesma, o que muda é o meio. Além de mais virtual, Chico também está mais feliz, mais humor, muito bom humor, vide vídeo acima.

ps : este blog, vocês devem ter percebido, está reformando sua casa. Aos poucos, os tijolos vão sendo assentados.